Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mil e uma maneiras de ver as coisas

Mil e uma maneiras de ver as coisas

Sinceramente

"Não posso estar contigo ... agora." É só uma forma educada de dizer "não sinto o mesmo por ti que tu sentes por mim e por isso vou tentar pôr isto de uma forma delicada para não doer tanto".

Muitas pessoas utilizam estas frases cliché para se protegerem. Para acabarem as coisas e se protegerem do que podem ouvir da outra pessoa se disserem a verdade.

Todos já usámos pelo menos uma das seguintes frases cliché:

"Não é por tua causa, sou eu."

"Ainda não sei bem o que quero."

"Não posso estar contigo, agora. Talvez daqui a algum tempo."

"Não é que não goste de ti, mas não sinto exatamente o que tu sentes"

Estas frases permitem que a pessoa não faça muitas perguntas e libertam a pessoa que as diz de qualquer explicação. Dizemos estas frases porque muitas vezes nem nós próprios sabemos o porquê de não termos interesse numa determinada pessoa. Muitas vezes aquela pessoa tem tudo o que sempre quisemos na pessoa que imaginamos namorar, mas de alguma maneira há alguma coisa que não bate certo. 

Como disse já todos usámos estas frases numa situação ou noutra, mas o melhor mesmo é ser sincero. Doa o que doer à pessoa que está a ouvir, o melhor é não iludi-la. Não prender a pessoa a uma falsa esperança que nunca vai passar disso, de uma esperança de algo que nunca vai acontecer. 

"Não posso estar contigo, agora. Talvez daqui a algum tempo" é o mesmo que dizer: eu tentei, mas não sinto nada de mais por ti. Mas como gosto que alguém goste de mim, vou manter-te a uma distância segura, porque sei que quando estiver vulnerável e precisar, vais estar sempre lá. 

"Ainda não sei bem o que quero" é o mesmo que dizer: não sei o que quero. Mas sei que não quero estar contigo. Claro que ninguém gosta de magoar outra pessoa com a verdade. Mas a verdade, apesar de mais difícil de aceitar à primeira vista, depois é o que faz as pessoas seguirem em frente.

 

Não vale a pena dizer este tipo de clichés. Eles só adiam problemas. Mais vale mesmo ser sincero. Vai custar mas ao menos custa de uma vez. 

Quando é para duas pessoas ficarem juntas, elas ficam. É fácil, sem drama, sem dificuldades exageradas. Quando se tem que fazer um esforço enorme para que algo resulte é porque já não era para ser. Sinceridade acima de tudo. 

 

Mood of today

And you wait, and wait, and wait and nothing happens ... Parece que se anda, anda e não se sai do sítio. Parece que se está constantemente numa passadeira do ginásio, podemos andar quilómetros mas não saímos do lugar. 

Há alturas em que me pergunto como é que há pessoas que conseguem tão rapidamente o que querem. Como conseguem fazer essa proeza. Percebo que há pessoas que têm ritmos diferentes e o que para uns é rápido para outros pode ser lento e vice versa, mas às vezes cansa.

Uma pessoa não se quer deixar dominar pela ansiedade, mas há alturas em que é impossível. Às vezes há uma necessidade por ver algum tipo de resultado que não aparece. Ou se calhar é só porque chegou o frio e a chuva o que torna tudo mais melancólico. 

 

Click *_*

O que faz as pessoas conectarem? Qual é aquele click que dá de vez em quando? Porque é nos interessamos em falar com umas pessoas e com outras não temos interesse nenhum? 

 Há pessoas com quem nos cruzamos, que conhecemos num determinado momento e depois quando estamos a ir embora daquele rápido encontro de olá, tudo bem, ficamos com uma sensação estranha. Uma espécie de feeling de que devíamos falar mais com aquela pessoa.

Há outras pessoas com quem nem sequer temos interesse em falar. Com quem não nos apetece falar. Ou porque não temos nada em comum ou porque simplesmente não temos aquela conexão. Parece que uma pessoa é de Marte e outra da Terra. Mesmo tendo pontos em comum, têm entendimentos muito diferentes.

Há, por outro lado, pessoas com quem sentimos aquela conexão e têm visões diferentes das nossas, parece que não conseguimos comunicar, ao ponto de ser irritante, porque queríamos conseguir comunicar com aquela pessoa, mas não conseguimos.

Acredito que existem este tipo de conexões. Que falamos com as pessoas por mais do que apenas falar. Que há ali uma ligação qualquer além do racional. 

O que nos leva a falar com uma pessoa em detrimento de outra? O que nos leva a escolher um caminho ao invés de outro? O que nos leva a ser grandes amigos de umas pessoas e apenas conhecidos de outras? Uma conexão, uma ligação, algo que nos puxa que está de alguma maneira fora do nosso controlo. 

 

 

Interpretação

Há algo extremamente irritante e que acontece frequentemente ... pessoas que interpretam aquilo que outra pessoa faz ou diz no sentido completamente estranho e esotérico.

Uma pessoa diz que gosta da cor da blusa de outra  e isso é logo interpretado como falsidade ou escova. 

NÃO! É simplesmente porque gostou da blusa e decidiu elogiar o bom gosto da pessoa em ter escolhido aquela blusa.

Uma pessoa cora enquanto fala e fica algo desconfortável perante outra: Só pode sentir algo mais por mim.

NÃO. Significa apenas que é uma pessoa mais introvertida que notando que está a corar, fica desconfortável com isso. E corou porque sim. As pessoas mais introvertidas por vezes coram pelo simples facto de terem de dizer alguma coisa.

Uma pessoa fala menos num determinado dia. Só pode ser antipática. O que é que lhe deu? Olha ficou maluca agora não fala.

NÃO! Simplesmente dormiu mal na noite anterior e está tão cansada no dia seguinte que não consegue falar muito. Está tão concentrada em controlar a vontade que tem em dormir que não consegue ter vontade de falar sobre os mais variados assuntos.

As pessoas saltam muito rapidamente para conclusões sem conhecerem efetivamente as pessoas e isso pode levar a mal entendidos e algumas confusões. Sugiro conhecer efetivamente as pessoas antes de saltar para conclusões precipitadas. É sempre o melhor. 

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D