Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mil e uma maneiras de ver as coisas

Mil e uma maneiras de ver as coisas

Exigir ou não exigir

Como saber quando se é exigente demais?

Às vezes vemo-nos confrontados com a possibilidade de ser exigente demais ou ser exigente de menos. Há pessoas que são naturalmente descontraídas. Há pessoas que são menos descontraídas. 

Há pessoas que, por uma questão de personalidade, não conseguem simplesmente ter calma. Há traços de personalidade que não se conseguem mudar. Muitas vezes as pessoas menos descontraídas gostavam de ser mais descontraídas mas não conseguem.

Às vezes cansa ouvir as pessoas a dizer que se exige demais, que não se tem calma, etc, etc. É suposto ter-se calma sim. É suposto, quando duas pessoas são compatíveis, tolerarem os "defeitos" umas das outras. Quando se é compatível, é-se compatível. 

É suposto ter-se calma e não querer tudo ao mesmo tempo, isso é certo. Sem calma há exageros e atos precipitados que nem sempre correm bem. Mas quem gosta, gosta. Quem gosta não espera muito para convidar para sair. Quem gosta pode precisar de uma dica assim como a pessoa está disponível, mas tendo essa dica, não hesita em convidar. 

Hoje em dia é suposto tolerar-se tudo. Eu estou como a personagem Ted Mosby da série How I Met Your Mother: a pessoa que gostar realmente, que for realmente compatível vai gostar e entender até os nossos defeitos mais irritantes. 

 

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D