Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mil e uma maneiras de ver as coisas

Mil e uma maneiras de ver as coisas

No strings attached

Há pessoas que são capazes de viver no momento e ter relacionamentos sem compromisso. Eu tento ver o ponto de vista dessas pessoas, que vivem sem compromisso e que estão juntas quando estão juntas e que podem sair com outras pessoas enquanto saem um com o outro. Penso que quando se encontra alguém que gostamos a sério, que encaixa na nossa personalidade não sentimos necessidade de sair com mais ninguém. Já conhecemos a pessoa com quem queremos passar mais tempo, não precisamos de continuar à procura. Queremos estar com aquela pessoa, mas também com outras?

Quando penso em “no strings attached” surge-me um exemplo de uma série que poderá ser bastante bom para este tópico: o relacionamento da Rory e do Logan na série Gilmore Girls.

Raparigas como a Rory não conseguem aguentar o tipo de relacionamento (se lhe podemos chamar relacionamento) que o Logan queria ter. O Logan queria continuar a sair com a Rory e sair com todas as outras raparigas. A Rory tentou e aguentou algum tempo. Até ter percebido o que realmente implicava esse tipo de relacionamento. Não há explicações a dar, só se telefona quando apetece e há a possibilidade de ver a pessoa a sair com outras.

As raparigas como a Rory querem um relacionamento que implique alguma seriedade. Querem estabilidade e certeza (a certeza que se consegue na vida). Não significa que o Logan não gostasse da Rory, que gostava. Apesar de tudo ele tentou. Mas faz parte dele gostar da festa, gostar de ser livre. A Rory gosta de ler e acredita no romance. Eles tinham visões de vida muito diferentes.

A Rory gostou do Logan de tal maneira que tentou mudar e mudou um pouco a sua personalidade. Infelizmente, não o devia ter feito porque primeiro não aguentou ir contra aquilo que acreditava e depois não é suposto mudarmos por ninguém. Devemos adaptarmo-nos claro mas não podemos mudar a nossa personalidade completamente.

O Logan precisa de raparigas que aceitem tudo o que ele acredita e não se queixem muito. Que tenham um QI inferior ao dele e que gostem da festa tanto ou mais do que ele. O Logan é um adolescente no corpo de um adulto. A Rory sabia perfeitamente como ele era quando eram só amigos. Ela sabia perfeitamente que ele era “o perigo”, ela sabia perfeitamente como é que ele fazia as coisas.

Quando ela se apaixonou pelo Logan ela contrariou isso durante muito tempo. Ela Rory Gilmore não podia estar apaixonada pelo Logan! E logo pelo Logan. Depois de tudo terminar entre eles a Rory questionou-se porque foi meter-se com o Logan. Porque se deixou apaixonar por uma pessoa que ela sabia não ia ser capaz de ter com ela o relacionamento que ela precisava, o relacionamento que ela queria.

Nos filmes e séries as personagens Logan e Rory conseguem ter uma relação. Mas na vida real não será possível pessoas tão diferentes conciliarem interesses. Querem coisas muito diferentes da vida. Na vida real a Rory ficaria mais rapidamente com um Dean do que com um Logan. O Dean era estável e tinha uma visão de vida parecida com a da Rory. Aquilo que ela sentiu pelo Logan foi uma paixão forte, algo que ela não conseguia controlar. Ele estava nos pensamentos dela mesmo quando ela o queria fora deles. Ela tornou-se uma pessoa diferente depois do Logan. O Logan apesar de tudo abriu os horizontes à Rory. Fez com que ela percebesse que há mais para viver além dos livros e daquilo que ela tinha estabelecido para si própria. Ele mostrou-lhe que não é preciso ter medo de arriscar. Ela quebrou essa barreira graças a ele. Ele fez com que ela percebesse que não pode esperar que as coisas simplesmente aconteçam que às vezes tem que ir atrás delas. Que arriscar nem sempre é negativo. Que mesmo que ao arriscar ela se magoasse, valia sempre a pena.  

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D