Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mil e uma maneiras de ver as coisas

Mil e uma maneiras de ver as coisas

Beijo

Hoje em dia há teorias para todos os gostos - há maneiras de ver as coisas para todos os gostos. Há quem diga que um beijo não significa nada, há quem diga que um beijo significa alguma coisa e há quem diga que um beijo significa tudo.

Ora bem, acho que depende do contexto em que o beijo acontece.

Os mais românticos não têm em consideração o contexto e portanto para eles um beijo significa tudo. Os mais românticos tomam um beijo e veem logo flores e corações e romance por todo o lado. Para os românticos a partir do beijo tudo se torna cor de rosa. O mundo fica mais belo. 

Os, vamos chamar-lhes precavidos, consideram que um beijo significa alguma coisa. Alguma coisa que será analisada consoante o contexto. Nem sempre o beijo significa amor ou interesse romântico. Pode significar apenas interesse. Um interesse que se poderá ou não desenvolver com o passar do tempo. Os precavidos analisam o contexto em que o beijo acontece e aí tiram as suas conclusões. 

Os, vamos chamar-lhe céticos, acreditam que um beijo não significa nada. Ora os céticos não têm, tal como os românticos, em conta o contexto e não levam em consideração questões sentimentais. Para os céticos nada significa nada e portanto um beijo é só um beijo, tal como um abraço é só um abraço e um olá é só um olá. 

Destes três os precavidos serão os que terão uma visão mais adequada do mundo e de como ele funciona. Os românticos ainda terão que aprender que o mundo não é cor de rosa e que nem tudo significa o que eles querem que signifique e os céticos terão que abrir o coração, porque o ser humano tem sentimentos e deve abraçá-los (não fechar-se para o mundo e não deixar ninguém entrar). 

Claro que a visão que cada um tem de um beijo e de como funciona o mundo há volta dele depende da experiência que cada um teve relacionada com o beijo. Para aqueles que tiveram a sorte do beijo romântico sempre, claro que o mundo é romântico e o beijo significa tudo. Para aqueles que só encontraram o beijo insignificante, claro que o beijo não significa nada.

Há que encontrar o equilíbrio e ter sorte de encontrar o beijo que significa num contexto que significa, porque quando isso acontece é mágico. 

 

 

 

She cares

 A arte de não querer saber muito comum nos dias de hoje. O problema mesmo é quando ela já não quer mais saber. E quando ela não quer mais saber então não há volta a dar. Desiste e encontra alguém que lhe responda às mensagens em tempo útil :) 

Soundtrack of today

Ás vezes por mais que tentemos contrariar as evidências, não vale a pena. Se não é suposto ser, não é suposto ser. Até podemos querer comer castanhas, mas o castanheiro só dá castanhas no outono. Só porque queriamos muito uma coisa não quer dizer que ela vá acontecer. Temos de deixar as coisas seguirem o seu rumo sem nos preocuparmos muito. O que tiver de acontecer acontece. E se não era para ser é porque não é mesmo. Na vida, nos relacionamentos especificamente, não é suposto ser muito difícil ficar junto. Se as pessoas querem ficar juntas, eventualmente ficam. Sem jogos, sem espera, sem mágoa. 

 

Opiniões

Quanto menos as pessoas à nossa volta sabem acerca da nossa vida melhor. Quanto menos informação elas tiverem acerca do nosso círculo de amigos, dos nossos relacionamentos, tanto melhor. Isto para evitar dois fenómenos muito incómodos: o primeiro, darem opiniões como se fossem especialistas na matéria e o segundo, apontarem cada erro nosso como se nós fossemos algum tipo de ser extraterrestre que não sabe o que anda a fazer. 

As opiniões das pessoas amigas são válidas claro que sim. Mas por vezes ao quererem ajudar só complicam o que já não está fácil. Então se derem opiniões muito extremas então aí é caldo entornado. 

Claro que uma das bases da amizade é o apoio mútuo em momentos difíceis mas penso que por vezes o melhor a fazer é mesmo não emitir opiniões. Deixar a pessoa decidir por si. Dizer apenas para a pessoa seguir o coração e possivelmente apontar dois caminhos que a pessoa poderá seguir. Mas nunca dizer-lhe que estava errada e que não devia ter feito daquela forma. Que se tivesse agido de outra forma as coisas tinham sido diferentes. Não. Se a pessoa já se sente de alguma maneira culpada (mesmo não o sendo), a ouvir isto ainda se fica a sentir mais como um extraterrestre que não sabe mesmo o que anda a fazer. 

As pessoas têm a mente muito formatada. Parece que há uma fórmula secreta para fazer relacionamentos funcionar que aqueles que ainda não encontraram "o tal" ou "a tal" desconhecem. E portanto aqueles que já encontraram o tal/ a tal dão conselhos precisamente baseados nessa lógica do: mas como é que ela/ele ainda não percebeu o que está a fazer de errado?! 

Se há coisa que se deve ter em mente mesmo é que não ha nenhuma fórmula secreta. Há sim dois ingredientes essenciais que são sorte e timing. 

 

A arte de não querer saber

É um estranho mundo este em que todas as pessoas agem como se não quisessem saber de nada para além de si próprias. É importante gostarmos de nós próprios e é importante fazermos aquilo que queremos, mas está-se a chegar a um ponto em que não há cedências. 

Parece que é o concurso de quem quer saber menos. Se uma pessoa mostra preocupação é porque é obstinada. E acontece um fenómeno: as pessoas que antes se preocupavam e cediam, deixam de o fazer, cansam-se e passam elas próprias a não querer saber também. 

É um mundo individualista e egoísta que age apenas no interesse próprio. Todos nós temos os nossos próprios interesses e as nossas próprias preocupações e os nossos próprios horários, mas se queremos um convívio social autêntico e real temos de ceder às vezes. Temos de adaptar a nossa vida à daqueles com quem queremos estar. 

É estranho este mundo que pratica a arte de não querer saber. 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D