Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mil e uma maneiras de ver as coisas

Mil e uma maneiras de ver as coisas

Sintonia

Este é o significado de sintonia no dicionário Priberam: 
 
sin·to·ni·a 
(grego suntonía-astensãointensidade)
substantivo feminino

1. [Radiotécnica]  Estado de dois sistemas susceptíveis de emitir oscilações eléctricas da mesma frequência.

2. [Figurado]  Estado de entendimentoharmonia (ex.: era evidente a sintonia entre os empresários).


       "sintonia", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-             2013, https://www.priberam.pt/dlpo/sintonia [consultado em 20-07-2017].
 
Um estado de entendimento, de harmonia. É um estado difícil de alcançar. Se pensarmos no nosso modo de viver, alcançar esta harmonia, esta sintonia é difícil. Há alturas em que nem conseguimos estar em sintonia connosco próprios nem com os outros. Há alturas em que sentimos mesmo uma confusão no universo, que está tudo trocado e que nada faz sentido. Que agimos somente com base na intuição para tomar decisões, porque estamos tão confusos que não conseguimos decidir com base na lógica. 
 
Queremos que tudo aconteceça como desejamos e as nossas ambições saem ao lado. Há uma frase que me ficou na memória: "mas desde quando é que nós sabemos o que queremos ou o que é melhor para nós.". Claro que temos uma ideia do que será melhor para nós e lutámos por isso, mas se não resultar é porque não era para resultar.
Se queremos umas férias numa ilha paradisíaca e não conseguimos é porque não era para irmos passar férias a uma ilha paradisíaca. Se queremos mudar de casa e não conseguimos arranjar a casa perfeita é porque não era para mudar de casa. 
 
Isto parece um acomodar com situações e desistir simplesmente, mas não é. 
 
Há alturas em que o Universo joga a favor e conseguimos as coisas. Era para conseguirmos aqueles objetivos naquela altura. Se calhar porque vamos desfrutar mais do resultado positivo naquela altura do que na outra em que estava tudo tão confuso que nem iámos rejubilar com a conquista. 
 
Nós somos seres conectados com a natureza. Tudo está interligado. Assim como na natureza tudo tem o seu tempo e tudo está sincronizado, nas relações humanas é igual. Assim como é preciso, no ciclo da água, que a água dos rios evapore para que se forme o vapor de água na atmosfera e chova; nas relações humanas é preciso uma conectividade, uma sintonia, para que se forme um ciclo, para que haja uma causa e um efeito, para que haja um resultado.
 
Nas relações humanas de amizade ou amor é igual. É preciso que haja uma sintonia de vontades, que haja uma visão comum. Para se manter uma relação é preciso vontade de ambas as partes. É preciso que haja vontade de manter aquela pessoa no nosso circulo de pessoas mais  próximas.
 
A sintonia é difícil de se alcançar, mas consegue-se. E quando isso acontece surgem as amizades de décadas e os relacionamentos amorosos que duram e ficam.
 

 

 
 
 

What happened in Vegas, stays in Vegas

Distancias-te de quem eras, de quem pensavas que eras, de quem os outros pensavam que eras. Há uma altura em que já nem tu sabes muito bem quem és. Será que és quem queres ser? Será que fizeste as escolhas certas? Será que estás no caminho certo?

Muitas vezes mudas de casa (para ir para a Universidade, por exemplo), sais de um determinado local e pensas: vou deixar tudo para trás. What happened in Vegas, stays in Vegas. Vou esquecer todas aquelas pessoas com quem convivi e já não quero conviver mais. Vou deixar todas as desilusões e corações partidos naquele local.

Mas depois, uns anos mais tarde o teu caminho volta àquele local que deixaste. És obrigada a rever aquelas pessoas, aqueles locais. O que fazer então? É pensar que não se pode fugir das pessoas, dos locais, das experiências. O passado é passado e não muda. É encarar de frente e pensar que já não somos quem fomos. Quem somos agora, ainda estamos a descobrir. 

 

 

Mentira ou verdade

As pessoas acreditam mais facilmente na mentira do que na verdade. É incrível. Muitas das vezes quando se mente, pensa-se naturalmente que a pessoa não vai acreditar, e acredita piamente. Pelo contrário quando se diz a verdade e se espera que a pessoa acredite, a pessoa pensa que estamos a mentir. 

Isto pôs-me a refletir. Será que estamos tão habituados à mentira que quando alguém diz a verdade não acreditamos nela?!

Como distinguir quando uma pessoa está a mentir e quando está a dizer a verdade? Será que com a evolução o ser humano se tornou um expert na mentira? Ou será que acreditamos na mentira porque é a mais fácil de aceitar?

Difícil é quando se está a dizer a verdade e a pessoa insiste que não se está a dizer a verdade. Quer porque quer acreditar que é mentira e portanto obriga-nos a mentir. A sinceridade doí mas é o que é real neste mundo. É melhor uma dura verdade do que uma bela mentira. 

Será que o mundo nos tornou em seres que não só mentem regularmente como em seres que acreditam na mentira e somente na mentira?

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D