Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mil e uma maneiras de ver as coisas

Mil e uma maneiras de ver as coisas

Being huged

Bem, ser abraçado é bom. Mas será que é sempre bom?

Ora, eu digo que depende. Já aconteceu a todos nós a situação de sermos abraçados por alguém que nos é estranho ou com quem não temos muita confiança, certo?

Nessas alturas, não podemos negar o abraço porque isso seria indelicado, mas também não queriamos muito ser alvo daquele abraço. O que fazer? Terá de se aguentar o abraço e fazer um leve sorriso e "fugir" dali o mais depressa possível antes que a pessoa nos abrace novamente ou tente fazer algo mais. 

É aquela sensação estranha de que aquele ser que não conhecemos bem está a invadir o nosso espaço. Aquela bolha de segurança que criamos (que segundo os estudiosos de psicologia dizem ser de um metro para pessoas que não conhecemos muito bem) foi ultrapassada e nada podemos fazer para a aumentar novamente.

Assim, nada há mais a fazer do que tornarmo-nos no Sheldon e graciosamente fugirmos da pessoa, para que o abraço que nos invade o espaço não torne a acontecer e não se torne numa situação ainda mais embaraçosa.

Hug.png

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D